Um reconhecido e importante banco fez um grande investimento no Emax 2 da ABB para proteção das fontes de alimentação

2018-02-06 - Os disjuntores inteligentes da ABB utilizam uma estratégia de software de proteção de carga rápida para manter os geradores de alimentação de reserva a funcionar de forma fiável e durante mais tempo.


Um banco central reconhecido da economia da UE instalou o Emax 2, o disjuntor inteligente e inovador da ABB, para atualizar a alimentação de reserva na sua sede em Roma, aumentando a segurança e a resiliência do sistema. A tecnologia do disjuntor completo da ABB que controla, protege e coordenada micro-redes, permitiu que o banco reduzisse o seu investimento em alimentação de reserva reforçando, ao mesmo tempo, a estratégia de segurança de energia.

Os bancos utilizam geradores de reserva para garantir que conseguem funcionar como uma micro-rede de baixa tensão autónoma, no caso de a rede elétrica falhar por alguma razão. Ter vários níveis de redundância nas suas fontes de alimentação garante que os sistemas de segurança permaneçam on-line e que as transações consigam ser processadas de forma normal. Os sistemas UPS (Uninterruptible Power Supply) são um sistema de reserva de último recurso.

Giuseppe Scali, diretor da gestão de produtos global para a área de disjuntores de baixa tensão da ABB, comentou: “Os bancos confiam na tecnologia da ABB para manter os seus sistemas ligados e a funcionar numa emergência. O Emax 2 simplifica o controlo e a coordenação de proteção das micro-redes. Para aplicações de alimentação de extrema importância como os bancos, o Emax 2 é a forma mais inteligente para dar ao fornecimento de energia um nível extra de resiliência sem investimentos adicionais em conjuntos geradores ou em programação complexa.”

O Emax 2 proporciona proteção avançada, lógica programável, ligação total, integração fácil e gestão ampla de energia de micro-rede – tudo num dispositivo extraordinário. E se o banco necessitar de alternar para a sua alimentação de reserva otimizada, concebida apenas para cargas essenciais, o software integrado dos Emax 2 disponibiliza uma estratégia de proteção de carga baseada nas medições de energia e frequência. De acordo com as prioridades predefinidas, as cargas que não são de extrema importância são rapidamente desligadas enquanto as operações essenciais permanecem ligadas e a funcionar. Quando a rede elétrica é restaurada, o disjuntor da ABB volta a ligar em segurança e automaticamente estas cargas.

Marco Bielli, diretor da empresa fabricante dos quadros elétricos Quadricom, disse: “A instalação de conjuntos geradores adicionais numa localização central na cidade é um enorme investimento, onde cada metro quadrado de espaço custa imenso dinheiro. Foi necessária uma alternativa inteligente que necessitasse de menos geração de potência instalada e menos espaço e que permitisse ao banco operar como uma micro-rede autónoma durante mais tempo. O Emax 2 da ABB foi a escolha inteligente sem necessidade de programar outros dispositivos.”

Agora, se ocorrer uma falha de energia elétrica, a primeira reserva principal é acionada. Se essa falhar, o segundo gerador mais pequeno é iniciado e o software integrado no disjuntor Emax 2 desliga instantaneamente as cargas que não são de extrema importância, comunicando com os disjuntores a jusante da caixa moldada da ABB mais pequena. Como resultado, a solução de fiabilidade da fábrica tem um custo mais eficiente e é mais rápida e simples de implementar do que as abordagens tradicionais. Graças à tecnologia completa do Emax 2 da ABB, a central elétrica gere as cargas inteligentemente para aumentar a sua fiabilidade e para evitar qualquer paragem em situações críticas.

O Emax 2 não é apenas um disjuntor com dois conjuntos completos de proteção para distribuição e geração de energia, mas também um controlador de central que garante a coordenação em situações dentro ou fora da rede. Graças ao software integrado e patenteado, o Emax 2 entende o comportamento do sistema de energia e adapta a carga da central e configuração da geração às alterações da rede elétrica.

“A partir de uma perspetiva de energia, um banco é uma entidade que nunca pode encerrar,” disse Fabio Monachesi, gestor de produto na área Protection and Connection da ABB. “Permanecer sempre on-line requer que vários níveis de resiliência sejam criados na estratégia de energia. Na consulta com a Quadricom, os responsáveis da instalação do banco decidiram instalar dois geradores de alimentação de reserva. A utilização da tecnologia de proteção de carga no disjuntor Emax 2 da ABB evita as condições de catastróficas de apagão e satisfaz as operações bancárias 24/7/365.”
O nome do banco não pode ser revelado por razões de confidencialidade.


ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é líder tecnológico pioneiro em produtos de eletrificação, robótica e movimento, automação industrial e redes energéticas, com clientes globais de serviços públicos, indústria, transportes e infraestruturas. Continuando uma história de inovação com mais de 125 anos, a ABB está a escrever atualmente o futuro da digitalização industrial e a impulsionar a Revolução Energética e a Quarta Revolução Industrial. A ABB opera em mais de 100 países, com cerca de 136.000 empregados. www.abb.com




Busca



ENTRE EM CONTATO