ABB recebe pedido de US$30 milhões para atualização da conexão de rede elétrica HVDC na África

2017-05-04 - Atualização irá aumentar a capacidade de transmissão e fornecer energia hidrelétrica limpa, reforçando a confiabilidade da rede na República Democrática do Congo

A ABB recebe pedido de mais de US$30 milhões da Société nationale d'électricité (SNEL), a companhia elétrica nacional da República Democrática do Congo (DRC) para uma atualização parcial da conexão Inga-Kolwezi de transmissão de energia em corrente contínua de alta tensão (HVDC). O contrato faz parte do projeto FRIPT, financiado pela Glencore e administrado pela Congo Energy, uma subsidiária do Forrest Group International. A ligação transmite a energia elétrica da estação hidroelétrica de Inga, no rio Congo, para o distrito de mineração de Katanga, no sudeste do país. Ela também exporta o excesso de energia elétrica para os países do Grupo de Energia da África do Sul.

A ligação de 1.700 quilômetros foi construída pela ABB em 1982 e era a linha de transmissão mais longa do mundo. A ABB atualizou a conexão em 2009, instalando novas válvulas de tiristor, aparelhos de alta tensão e seu sistema de controle e proteção de MACH. O avançado sistema MACHTM da ABB suporta a oferta digital com base no ABB AbilityTM da companhia e atua como o cérebro da conexão HVDC - monitorando, controlando e protegendo a sofisticada tecnologia das estações, gerenciando milhares de operações para garantir a confiabilidade da distribuição de energia.

A ABB irá realizar um recondicionamento que aumentará a capacidade de transmissão, melhorará a confiabilidade da rede, ampliará a vida útil e garantirá a transmissão eficiente da hidroeletricidade em toda a região. A modificação possibilitará o aumento da capacidade de transmissão de 520 megawatts (MW) para 1000 MW, garantindo o fornecimento de energia à região de mineração em Katanga e o reforço das infraestruturas de energia na DRC. O escopo do projeto da ABB inclui estudos de sistema, fornecimento de equipamentos-chave, como aparelhos de alta tensão e comissionamento.

"Estamos felizes em continuar nossa longa associação com a conexão HVDC de Inga-Kolwezi e contribuir para o fortalecimento da infraestrutura de energia da DRC. Esta atualização irá aumentar o fornecimento de energia hidroelétrica limpa para clientes domésticos e industriais," disse Claudio Facchin, Presidente de Power Grids da ABB. "Este pedido reafirma nossa posição de liderança em HVDC, foco estratégico no negócio de serviços e o impulso de nosso crescimento na África.
Ele também reforça nossa posição como um parceiro preferencial para permitir uma rede mais forte, inteligente e verde".

A DRC é o 11º maior país do mundo, com território do tamanho aproximado de um quarto do território dos EUA. Tem uma população de aproximadamente 80 milhões e uma das menores taxas de eletrificação do mundo, com mais de 80% da população ainda sem acesso à eletricidade. A capacidade de geração instalada total é estimada em cerca de 2.500 MW, que é quase que inteiramente produzida em usinas hidroelétricas. A maior parte é alocada para o setor de mineração, especialmente no cinturão de cobre, onde a falta de alimentação adequada é vista como uma restrição ao crescimento. Atualmente, a DRC utiliza apenas 2% de seus estimados 100.000 MW do potencial hidroelétrico, 40% dos quais estão concentrados na Inga, onde o governo está aumentando a capacidade.

Há mais de 60 anos, a ABB foi pioneira na tecnologia HVDC e, durante esse tempo, conquistou mais de 110 projetos de HVDC, representando uma capacidade instalada total de mais de 120.000 megawatts, cerca de metade da base instalada mundial. A ABB trabalhou intensamente no desenvolvimento da HVDC em 1990 com a introdução da solução do conversor de fonte de tensão (VSC), chamada HVDC Light®. Hoje, ela dita o rumo desta tecnologia, posição conquistada mediante a entrega de 18 dos 24 projetos HVDC VSC encomendados em todo o mundo.

ABB opera em 23 países Africanos e possui cerca de 5.000 funcionários no continente. Como líder pioneira em tecnologias que atendem clientes de concessionárias, indústrias, transporte e infraestrutura globalmente, a ABB auxilia o crescimento da África com soluções inovadoras destinadas a atender os desafios locais, que vão desde o acesso a eletricidade ao desenvolvimento industrial e ao transporte sustentável. Como parte de nosso comprometimento com a África, a ABB fornece bolsas educacionais e estágios para engenheiros talentosos que precisam de apoio financeiro para completar seus estudos. ABB tem vendas anuais na África em torno de $1.5 bilhão e manufatura no Egito e Sul da África.

Sobre a ABB – A ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é líder nas tecnologias pioneiras de produtos para eletrificação, robótica, automação industrial e elétrica, atendendo globalmente concessionárias de energia e clientes industriais, bem como de transportes e infraestrutura. Continuando mais do que uma história de 125 anos de inovação, a ABB está, hoje, escrevendo o futuro da digitalização industrial e conduzindo a Quarta Revolução Industrial e da Energia. A ABB opera em mais de 100 países com aproximadamente 132.000 funcionários www.abb.com

Fique por dentro:

Siga-nos no TwitterParticipe do nosso grupo no LinkedInConecte-se ao FacebookInscreva-se no nosso canal no YouTube