ABB entregará eletrocentro para rede de gasodutos em São Paulo

2018-09-25 - Uma alternativa às estruturas permanentes, o eletrocentro ‘plug and play’ da ABB poupará o tempo e reduzirá os custos da entrega e alocação de equipamento elétrico para a modernização de gasodutos.

A ABB recebeu pedido do consórcio de construtoras SACS/NIPLAN para fornecer um eletrocentro que suportará a modernização da rede de gasodutos de São Paulo.

Eletrocentros são anexos pré-fabricados, modulares, externos, para abrigar uma gama de equipamentos elétricos e de automação. Demandando menos tempo de instalação, comissionamento, entrega e inicialização, eles são uma alternativa mais rápida às tradicionais construções de concreto ou alvenaria, mas também podem ser projetados para atender necessidades específicas do cliente. Custando normalmente 20 por cento menos do que as estruturas permanentes e oferecendo até 60 por cento de redução no impacto ambiental, elas são uma solução para eletrificação rápida e altamente eficiente em termos de custo.

A companhia fornecerá eletrocentros para 47 estações de bombeamento ao longo do gasoduto, com 47 quilômetros de extensão, conectando uma estação que está sendo construída em São Bernardo do Campo até a Refinaria de Capuava (RECAP) em Mauá, São Paulo.

Produzido na fábrica da ABB em Sorocaba, o eletrocentro tem 112 metros quadrados, usa tinta especial anticorrosiva e é o único no mercado com certificação ISO9001. Feitos para serem alocados em regiões remotas ou de difícil acesso (normalmente onde acontecem os reparos de gasodutos), os eletrocentros da companhia foram desenvolvidos para suportar condições ambientais agressivas, como a corrosão de material, para reduzir futuros custos de manutenção.

“O eletrocentro, incluindo todos os seus componentes, é testado antes do envio, o que minimiza riscos no campo”, diz Adriana Guillen, gerente de vendas da área de Óleo, Gás e Produtos Químicos da ABB Brasil. “Sua mobilidade torna fácil e econômico instalar e realocar. Os eletrocentros podem ser instalados próximos a cargas grandes, o que reduz o tamanho e o comprimento do cabo de energia e controle. Estando próximo às cargas, o custo com a energia também é menor.

“O equipamento traz vantagens na redução do tempo da construção e otimização do espaço, visto que vem pré-testado e comissionado, mitigando riscos e acelerando o pontapé inicial do projeto”.

A ABB diz que o projeto é significativo porque ele representa uma reviravolta nos investimentos do setor de petróleo e gás no Brasil, particularmente visto que os eletrocentros atuais são soluções de engenharia usadas principalmente nas indústrias de papel e celulose, mineração, química e naval.

O projeto de modernização da rede de gasodutos de São Paulo está sendo entregue pelo consórcio de construtoras SACS NIPLAN, compreendendo a SACS Construção e Montagem e a Niplan Engenharia.

Sobre o Consórcio Construtor SACS NIPLAN - CCSN
A Niplan Engenharia foi considerada em 2018 a maior em construção pesada do país. Fundada em 1990, opera com foco em construções, manutenções e montagens eletromecânicas para todos os segmentos industriais. Com mais de 6 mil colaboradores, a Niplan Engenharia conta com rígidos padrões de qualidade e segurança em seus processos, certificada nas normas internacionais ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS18001. Em 2017, foi considerada pelo Ranking da Engenharia Brasileira (Revista O Empreiteiro) a 2ª maior empresa de Construção Mecânica & Elétrica do País. www.niplan.com.br
Já a SACS Construção e Montagem atua há mais de vinte anos no mercado de petróleo e gás, realizando serviços de construção e manutenção de redes de dutos de gás, petróleo e minério, montagens industriais, construção civil e obras off shore. A empresa também é certificada nas normas internacionais ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS18001, e é uma fornecedora qualificada da indústria naval e de petróleo. www.sacseng.com.br

A ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é líder de tecnologia pioneira em produtos de eletrificação, robótica e movimento, automação industrial e elétrica, atendendo a clientes em concessionárias de serviços, indústria, e transportes e infraestrutura global. Dando continuidade a uma história de inovação, abrangendo mais de 130 anos, a ABB, hoje, está escrevendo o futuro da digitalização industrial com duas claras propostas de valor: trazer a eletricidade de qualquer usina para qualquer tomada e automatizar indústrias de recursos naturais até produtos acabados. Como parceira no título da ABB Fórmula E, a classe internacional de automobilismo totalmente elétrico da FIA, a ABB está ampliando as fronteiras da mobilidade ao contribuir para um futuro sustentável. A ABB opera em mais de 100 países com aproximadamente 147.000 colaboradores. www.abb.com


Busca



ENTRE EM CONTATO