Protegendo a maior coleção de pinturas do mundo

2014-03-27 - O Hermitage (museu localizado às margens do rio Neva, em São Petersburgo) da Rússia utiliza tecnologias de eficiência energética da ABB para garantir o clima certo tanto para a arte quanto para os visitantes
Levaria mais de um ano para ver todas as três milhões de obras de arte do State Hermitage Museum, que é um dos maiores e mais antigos museus do mundo. Fundado por Catarina, a Grande em 1764, o Hermitage tem 365 salas em 26 pavilhões de exposição, cuja decoração também é considerada um tesouro nacional.


O extraordinário e majestoso Palácio de Inverno foi construído entre 1754 e 1762 como residência da imperatriz Elizabeth, filha de Pedro I da Rússia, conhecido como Pedro, o Grande.

O controle preciso da temperatura, da qualidade do ar e da umidade nesses edifícios de 250 anos de idade é fundamental para proteger as obras de arte, bem como seus luxuosos interiores barrocos. Uma vez que apenas uma pequena parcela da coleção completa do Hermitage pode ser exibida de cada vez, o controle de muitos espaços de armazenamento além do acesso público é crítico também.

Em 2012, o Hermitage começou um grande projeto de modernização dos sistemas de ventilação e ar condicionado de diversos edifícios, incluindo o Palácio de Inverno que foi construído para os monarcas da Rússia. O Hermitage escolheu motores ABB e acionamentos de velocidade variável como parte da solução de gestão do ar e do sistema de gerenciamento de energia.

Os sistemas de ventilação e ar condicionado incluem muitos dispositivos motorizados, tais como ventiladores e sopradores. Os acionamentos de velocidade variável ajudam os motores de controle aumentando ou diminuindo a quantidade de energia que recebem, com o objetivo de ajustar a sua velocidade precisamente à carga de trabalho necessária. Além de fornecer a quantidade correta de ventilação, os drives podem melhorar a eficiência energética em até 30%, impedindo que os motores trabalhem mais do que o necessário.

O Hermitage também queria um sistema que pudesse ser comissionado rapidamente e integrado aos sistemas prediais e de automação existentes. Os drives ACS880 da ABB podem ser facilmente configurados por meio de um único módulo que controla vários drives para garantir os parâmetros de controle de ar corretos (qualidade do ar, temperatura, etc.) O drive é programado por meio de um painel de operações em caracteres russos com software simples que se comunica por meio de uma porta USB integrada. Isso garante uma interface de fácil acesso para a equipe do Hermitage, permitindo que configurem e coloquem em funcionamento o sistema de forma rápida e precisa.

Os drives da ABB têm ferramentas de análise e otimização da eficiência energética, permitindo que o Hermitage defina o ambiente correto e, ao mesmo tempo, minimize o desperdício de energia. Controlar a velocidade do motor com drives ao invés de freios mecânicos também reduz o uso e desgaste, prolongando sua vida útil.

O Hermitage instalou 31 drives ACS800 da ABB e 15 motores ABB AC de baixa tensão durante as duas primeiras fases do projeto. A análise do desempenho limitada a essas instalações-piloto revelam uma potencial de economia de mais de US$ 13.000 em custo anual de energia e em cerca de 78 toneladas da redução da emissão de carbono.

Além de proteger as obras de arte e os edifícios, o sistema aperfeiçoado ajudará o museu a manter níveis de temperatura e umidade confortáveis para os visitantes e funcionários durante os verões quentes e úmidos e invernos rigorosos de São Petersburgo. O sistema renovado também resulta em menor nível de ruído do ar condicionado, proporcionando uma melhor experiência ao visitante.

Fique por dentro:

Siga-nos no TwitterParticipe do nosso grupo no LinkedInConecte-se ao FacebookInscreva-se no nosso canal no YouTube

Parte essencial dos drives ABB feitos para ferramentas de eficiência energética, que permitem que os funcionários do museu contribuam na economia de eletricidade, enquanto garantem o clima apropriado para as obras de arte e aos visitantes.

Busca