ABB entrega primeira etapa do sistema de transmissão em 500 kV para Itaipu Paraguai

2013-11-01 - Contrato avaliado em US$ 120 milhões inclui construção e ampliação de subestações que vão aumentar a capacidade do sistema elétrico paraguaio
São Paulo, outubro de 2013 – A ABB, líder em tecnologias de energia e automação, concluiu no dia 06 de Outubro de 2013 a primeira etapa de um grande fornecimento para a Hidrelétrica de Itaipu. Em 2011 a empresa, em consórcio com a paraguaia CIE, venceu duas licitações, avaliadas em US$ 120 milhões, para construção da Subestação Villa Hayes na região metropolitana de Assunção e ampliação da Subestação Margem Direita, em Itaipu.

A Hidrelétrica de Itaipu está localizada no Rio Paraná, na fronteira entre Brasil e Paraguai, e é a maior usina hidrelétrica do mundo em termos de geração contínua de energia, com capacidade instalada de 14.000 (MW) megawatts. A nova subestação Villa Hayes iniciou as operações no dia 6 de outubro deste ano.

Essas obras fazem parte do megaprojeto da linha de transmissão em 500 kV do Paraguai. O escopo do fornecimento do consórcio ABB/CIE foi composto por duas partes distintas. A primeira delas, referente à construção da Subestação Villa Hayes, compreendeu a elaboração do projeto executivo, fabricação e provisão de equipamentos e sistemas, peças de reposição, embalagens, seguro e transporte dos materiais, armazenamento, obras civis, montagem eletromecânica, sistemas de comunicação, treinamento, comissionamento, colocação em serviço e operação assistida de todos os dispositivos necessários para a perfeita operação da planta.

A segunda parte consistiu na ampliação da Subestação Margem Direita para prepará-la para a saída da nova linha de transmissão em 500 kV que conecta a subestação Margem Direita com a subestação Villa Hayes.

A ABB apresentou duas inovações significativas nesse projeto: um sistema totalmente distribuído de proteção, com a utilização de relés (IEDs) que se comunicam via fibra ótica e suportam grande variação de temperatura; e um sistema de monitoramento e diagnóstico de chaves seccionadoras, disjuntores e transformadores, capaz de monitorar e diagnosticar problemas em equipamentos antes de sua ocorrência, auxiliando nos processos de manutenção preditiva.

O projeto teve como objetivo aumentar a capacidade do sistema elétrico paraguaio. Com a energização desta primeira etapa, o Paraguai recebeu pela primeira vez energia produzida pela Hidrelétrica de Itaipu em 500 kV. Trata-se de um fornecimento essencial para o desenvolvimento do país, que graças à maior produção energética terá condições de receber novas indústrias e resolver seus problemas com os apagões constantes durante o verão.

Rafael Paniagua, Presidente da ABB Brasil e Diretor de Sistemas de Potência no Brasil), reforça que os desafios apresentados por um projeto desse porte e complexidade representaram um amplo aprendizado para a equipe. “É um fornecimento de grande importância política para as relações entre o Brasil e o Paraguai, e realmente nos coloca na história do país vizinho como atores principais dessa transformação que ocorrerá pós-500kV”, completa Paniagua.

A ABB (www.abb.com.br) é líder em tecnologias de energia e automação, proporcionando aos clientes industriais e de concessionárias a melhoria da sua performance energética, além da redução dos impactos ambientais. O grupo ABB opera em cerca de 100 países e emprega em torno de 150.000 funcionários.

Fique por dentro:

Siga-nos no TwitterParticipe do nosso grupo no LinkedInConecte-se ao FacebookInscreva-se no nosso canal no YouTube

Busca